quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Valéria

Esse é o nome de uma professora que jamais me esquecerei; não tenho contato com ela, não a vejo há algum tempo.
Eu odiava a quarta série, ano em que estudei com ela, ninguém nunca pegou no meu pé como aquela pessoa, apesar de eu ser apenas uma criança naquela época ela já me tirava do sério.
Eu sempre fui muito bom em matemática mas, em compensação, era um verdadeiro desastre em português e foi assim até conhecer Valéria, ela me deixava sem recreio quase que a semana inteira, me deixava depois da aula de castigo, enquanto ela estava na escola lá estava eu, aprendendo a matéria que eu até então tinha uma enorme dificuldade.
Lembro-me de um período que fiquei quase dois meses sem recreio, “intervalo”.
E para piorar minha situação com Valéria, uma irmã dela era minha vizinha. Podem imaginar que, todo final de semana, que ela visitava a irmã, não deixava de passar em minha casa, corrigia meus deveres de casa e, claro, não deixava de passar mas, sempre fui responsável e nunca gostei de deixar nada para depois. Sendo assim, era alvo fácil, ela sabia que já tinha feito, o que havia passado na sala e, por isso, poderia passar mais.
Essa é um pouco da minha história com Valéria; e, apesar de não gostar nem um pouco dela naquela época, hoje percebo que ela ajudou a me preparar para vida.
Nada que é fácil tem valor e se você acha seu professor chato, enjoado e até rude, é porque muitas vezes nem imagina as cobranças que terá de seus líderes e de pessoas que contam com você.

PH SOUZA

0 comentários:

Seguidores

No Facebook

Traduzir Blog

Arquivo do Blog

Compare preços