quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Os fortes sobrevivem os fracos ficam pelo caminho


Eu sou pobre e também sou muito limitado. Pessoas como eu não têm muitas oportunidades e ainda dizem que nada é impossível.
Não sabem a luta que tenho todos os dias, ninguém está dentro de mim para saber o que eu passo para sentir na pele o que eu sinto; só eu sei o quanto é difícil suportar tudo isso. E, analisando isso, eu observo o quanto sou forte por não ter desistido de tudo, mas ainda assim não sei quanto tempo mais vou aguentar tudo; é demais para mim, esse fardo está muito pesado.
Eu não imagino o que fazer para, pelo menos, tentar mudar isso. Estou de mãos e pés atados, estou sem saída, sem reação, espero que algo aconteça e que minha sorte sobre “vida” mude pois, caso contrário, não sei o que será de mim.
Esse tipo de pensamento é quase que unânime na sociedade na qual vivemos; pessoas sentido pena de si mesmas quando, na verdade, isso não as levará a lugar algum, ninguém tem pena do “pobre por ser pobre”, se ele apenas pensar em contar com a caridade alheia, aí sim, eu tenho pena dele.
No mundo em que vivemos só os mais fortes sobrevivem, os fracos e intermediários ficarão pelo meio do caminho; já os fortes seguirão em frente, dominarão e terão o controle de tudo.
O primeiro passo para mudar seus caminhos é pensar que você pode, não exatamente disse eu posso, um exemplo ouço constantemente pessoas dizendo “eu posso tudo naquele que me fortalece” mais até onde isso ajuda alguém?
Há uma diferença alarmante entre dizer acreditar em algo e acredita de verdade naquilo. Muitos dizem, poucos acreditam, prova é a forma de pensar, vendem uma imagem falsa, passam adiante o que não é verdade e sendo assim, não importa em quem dizem acreditar. Enquanto não o fizer de verdade, enquanto não acreditar e pensar como pensam os fortes, jamais, nunca sairá do lugar, nunca estarão do lado dos fortes.


PH SOUZA

0 comentários:

Seguidores

No Facebook

Traduzir Blog

Arquivo do Blog

Compare preços