quarta-feira, 5 de setembro de 2012

Eu orgulhoso?



“Por quê? Para que esses olhos altivos?” “Eu? Como assim? Sou humilde até demais”. “Hum ele está falando isso, mas nem me conhece”. “Porque acha que eu, com toda minha mansidão, sou assim?” “Orgulhoso e altivo, eu? Jamais”.

Bom é isso tenho observado: o orgulhoso, arrogante, altivo, é assim na maioria das vezes, eles não sabem que são, e o problema maior é que pelo fato de serem assim não aceitam ouvir a verdade, por que eles são donos delas, estão sempre certos, nunca erram, vivem no auge da perfeição.

Arrogância, prepotência, orgulho e outros são perceptíveis, mas só para quem é de fora, porque quem é ou esta sendo, não enxerga isso em si, até vê nos demais, tem alguns que ainda têm uma autoanálise e acabam percebendo quando se é assim e procuram mudar.

Falo por experiência, foi meu caso. Eu já fui assim, mas sempre acreditei ser humilde.
Até que vi alguém sendo como eu era, então pensei: “mas eu faço isso e digo essas coisas”, era idêntico, resolvi mudar.

Uma amiga foi me mostrando aonde eu precisava mudar, tive que me esforçar muito. Hoje sou diferente, não porque acho, mas minha autoanálise vê isso. Algo que me marcou muito foi meu irmão de treze anos, que disse que eu estava bem diferente, não sabia o que era, mas observou a diferença.

Não importa quem você é. É necessário que se faça uma autoanálise para ver em que precisa mudar. Não é fácil abandonar velhos costumes, deixar de lado coisas que trazemos a tanto tempo que acabam fazendo parte de nós.

Mas é preciso mudar e para isso o primeiro passo e mais difícil é reconhecer quem realmente temos sido.


PH SOUZA

0 comentários:

Seguidores

No Facebook

Traduzir Blog

Arquivo do Blog

Compare preços