sexta-feira, 30 de novembro de 2012

O contraditor


Algumas pessoas têm vivido de uma maneira hipócrita, gostam e até têm um enorme prazer em ensinar algo, com muito detalhe mas, na hora de colocar em prática, não são verdadeiros, não fazem nada daquilo que ensinam.
A expressão mais conhecida e que traduz com transparência esse tipo de coisa é “faça o que eu falo mas não faça o que eu faço”.
São indivíduos que, por esse motivo, se contradiz o tempo todo esse tipo de gente cria suas próprias armadilhas.
E o problema com isso é que o auto contraditor acaba perdendo o valor de sua palavra, as pessoas em seu redor começam a perceber essa conduta e acabam por não darem crédito ao que o contraditor diz, não importa quem sejam as pessoas as quais se deixa de dar crédito, a qualquer um que não tem a dignidade de honrar sua própria palavra.
É questão de pouco tempo para que ele próprio jogue fora a única coisa que ninguém pode tirar de ninguém, só eu posso tirar a minha honra ou o peso da minha palavra.
Então, amigo leitor, faça um esforço e preste bem atenção no que você diz: procure perceber se tem mantido sua palavra, se tem honrado com o que diz.
Ou se apenas tem usado a força de sua palavra, como pérolas que se joga para os porcos.
Se eu não honro o que eu mesmo acredito o que eu lutaria para honrar?

PH SOUZA

0 comentários:

Seguidores

No Facebook

Traduzir Blog

Arquivo do Blog

Compare preços