quinta-feira, 22 de novembro de 2012

Dois irmãos


 Dois irmãos muito unidos moravam no interior. Tinham herdado uma fazenda muito grande e resolveram dividi-la no meio, uma parte para cada um. Assim fizeram, aproveitaram um riacho e dividiram a fazenda baseados nele.
Tudo ótimo, eles continuam os melhores amigos um do outro e trabalhando sempre juntos desde pequenos, a vida toda unidos.
Até que um dia o caçula disse algo que não soou bem aos ouvidos do mais velho, ou ele não entendeu bem o que quis dizer seu irmão mais novo; enfim a amizade de toda vida tinha se acabado ali. Orgulhoso, o irmão mais novo no momento nem pensou em tentar consertar tudo, apenas deu as costas e saiu, concretizando o fim de tudo.
Um dia, um homem bateu na porta do irmão mais velho pedindo ajuda, procurando qualquer coisa para fazer. Não, não tenho nada que precise ser feito por aqui no momento. Insistiu o homem: mas, senhor fazendeiro, em uma fazenda tão grande não há nada que possa ser feito? Por favor, me deixa te ajudar!
Sim está bem, observa aquele riacho; do outro lado mora meu irmão mais novo. Estamos brigados e eu não quero vê-lo mais. Vá ao celeiro, pegue algumas madeiras e construa uma cerca bem grande. Não quero correr o risco de vê-lo novamente. Estou saindo e tudo que precisa está no celeiro.
Depois de muito tempo o fazendeiro volta para casa e encontra uma ponte no lugar da cerca. O senhor gostou do trabalho, pergunta o homem. Indignado. Ele disse: te contratei para construir uma cerca não uma ponte.
Então, naquele momento, aparece o irmão caçula de braços abertos sobre a ponte e diz: meu irmão, depois de tudo que eu disse você ainda constrói uma ponte, você realmente é muito amigo. Os dois correram um em direção ao outro e se abraçaram no meio da ponte. O homem pegou suas coisas e foi embora.
 Espere, temos muitas coisas para fazer aqui, disse o mais velho; o homem lhe respondeu: não, tenho que ir, ainda existe muita ponte para construir.
Que cada um faça sua ponte, todos precisa que uma seja feita e, deixe de lado as cercas.


PH SOUZA

0 comentários:

Seguidores

No Facebook

Traduzir Blog

Arquivo do Blog

Compare preços