sexta-feira, 23 de novembro de 2012

A vingança


Dizem que quem bate esquece e quem apanha jamais esquecerá; algumas pessoas são vingativas, procuram retribuir o mal. Geralmente, esse tipo de conduta está ligado à má personalidade do cidadão sem índole.
Pessoas assim são sempre amarguradas e sem paz, vivem procurando retribuir o mal que receberá e vive procurando devolvê-lo de igual modo. Às vezes tentam uma forma de fazer o mal para todos.
São cegos, loucos e obcecados em atingir os outros pensando que essa personalidade vingativa irá aliviar seu coração triste, angustiado e aflito.
Dentro de seu atormentado coração há sempre a ideia ilusória de que a vingança lhe fará o bem, enquanto na realidade, essa ideia fará o ser humano sempre mais e mais amargo, ela até trará um alivio momentâneo que não passará de uma eterna ilusão.
Até certo momento a vingança trata uma sensação de alívio que será só sensação, não passará disso. A vingança nunca trará o que procuramos “paz”.
O melhor modo de sermos vingativos é não sermos semelhante a quem nos faz o mal.
Mesmo até porque “a vingança nos faz igual ao inimigo mas, o perdão nos faz superior a ele”.

PH SOUZA

0 comentários:

Seguidores

No Facebook

Traduzir Blog

Arquivo do Blog

Compare preços