segunda-feira, 13 de agosto de 2012

De quem é a culpa?



Podemos perceber que muita gente, em situação difícil, sempre está à procura de outras pessoas, querem uma palavra de conforto ou de alguma forma procuram se aliviar de suas preocupações, como se terceiros fossem capazes de resolver suas dificuldades, isso é como querer que alguém vá ao banheiro para ela ou beba uma água para aliviar a sede dela. É impossível.
As pessoas que vivem esse estilo de vida são medrosas e desencorajadas, estão continuamente à procura de culpados para seus problemas, constantemente gloriam-se em seus pouquíssimos acertos, mas são incapazes de assumirem seus erros, sempre causados pela covardia e falta de coragem de se responsabilizarem pelos seus atos.
Elas não estão dispostas a enfrentar suas próprias fraquezas e, sendo assim, se tornam escravas de seu próprio medo e, por este medo não trazer benefícios para elas, irão sempre transformar suas dificuldades em uma bola de neve.
Sabendo que não há uma alternativa, é necessário assumir esses erros e acertos, somos autores de nossos próprios feitos e temos que ser responsáveis por eles. Uma pessoa não deve culpar esse ou aquele e não pode deixar-se ser vencida pelas suas próprias franquezas.


PH SOUZA

0 comentários:

Seguidores

No Facebook

Traduzir Blog

Arquivo do Blog

Compare preços