quarta-feira, 1 de agosto de 2012

Sinceridade


A palavra “sincera” surgiu no meio dos oleiros. Estes faziam vasos de barro e quando os punham para secar ao sol, era comum que alguns rachassem por um motivo qualquer.

E, para não perdê-los, o oleiro, então, cobria suas rachaduras com cera. Depois de serem todos pintados, ficava bastante difícil identificar o sem cera e o com cera. A pessoa sincera, portanto, seria aquela “sem cera”.

(É interessante este fato.)

A sinceridade é uma virtude, mas não como qualquer outra; como a verdade, que precisa ser sempre dita; a sinceridade deve ser, em alguns momentos, equilibrada.

Para não ofendermos alguém; e, quando precisar ser dita, em sua plena verdade, necessário é, que seja com bastante prudência, para que não haja ofensa.

Mas, a sinceridade nos faz abertos; só com ela podemos alcançar nossos objetivos.

E, quando olhamos para dentro de nós e conhecemos nossos limites, nossas fraquezas e forças, sabemos então o que precisamos para chegar onde queremos e alcançar nossos sonhos. 

PH SOUZA

 

0 comentários:

Seguidores

No Facebook

Traduzir Blog

Arquivo do Blog

Compare preços